sábado, 3 de dezembro de 2011

Libertação


Tempo de libertar tudo que ficou guardado.
Preso em algum lugar de nossa mente ou do nosso coração.
Coisas boas, coisas incômodas ou indiferentes.

Mas que precisa seguir seu caminho,

Em busca de outra estação.


Guardamos muitas coisas, prendemos outras.
O que guardamos nem sempre usamos,
Mas o que prendemos é porque amamos.


E amamos tanto, que não queremos soltar
Queremos sempre ali, ao nosso lado, a nossa vista,
Só que não pode ser assim
Amar é deixar livre, amar é deixar ir.
Mesmo que seja muito longe de nós.

O que guardamos, achando que talvez vamos precisar,
Podem ser pessoas, podem ser coisas, juntamos tudo.
Porque o medo da solidão e da carência vive em nós.

Talvez por algum trauma vivido.
Talvez por uma rejeição enfrentada.
Talvez por alguma  insegurança.
Uma fase difícil de ser superada.

Vamos libertar,
Libertação reflete em nós como luz
Que vai mostrando o essencial que restou
Um espaço, um tempo ou uma saudade,
Um sonho, uma realidade ou uma ilusão.

2 comentários:

Rui disse...

Todos seguem o seu rumo, o seu caminho.
Para trás, deixarão apenas a recordação tatuada nas paredes de uma imensa quanto generosa alma.
E essa recordação, mesmo que não seja "usada", deve ter lugar de honra lá... Nas gavetas do sótão da nossa alma.
Bjoka

Dri disse...

amar é deixar livre... é dificil pq qto mais gostamos mais queremos sempre por perto... mas qdo aprendemos essa lição amar se torna facil e muito mais verdadeiro, pois se confia nesse amor mesmo se a pessoa está distante...