segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Eu desejo.....



Eu te desejo vida, longa vida

Te desejo a sorte de tudo que é bom

De toda alegria ter a companhia

Colorindo a estrada em seu mais belo tom


Eu te desejo a chuva na varanda

Molhando a roseira pra desabrochar

E dias de sol pra fazer os teus planos

Nas coisas mais simples que se imaginar


E dias de sol pra fazer os teus planos

Nas coisas mais simples que se imaginar


Eu te desejo a paz de uma andorinha

No vôo perfeito contemplando o mar

E que a fé movedora de qualquer montanha

Te renove sempre, te faça sonhar


Mas se vier as horas de melancolia

Que a lua tão meiga venha te afagar

E a mais doce estrela seja tua guia

Como mãe singela a te orientar


Eu te desejo mais que mil amigos

A poesia que todo poeta esperou

Coração de menino cheio de esperança

Voz de pai amigo e olhar de avô


Coração de menino cheio de esperança

Voz de pai amigo e olhar de avô


Eu te desejo a chuva na varanda

Molhando a roseira pra desabrochar

E dias de sol pra fazer os teus planos

Nas coisas mais simples que se imaginar


E dias de sol pra fazer os teus planos

Nas coisas mais simples que se imaginar


~Flavia Wenceslau

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Fada Bailarina

A minha pequenina fada bailarina.
 Passou tão rápido no mundo dos mortais....
Aquele sorriso constante já se apagou..
Como a alegria de quem te conhecia e amava.

Por que não nos avisou que era apenas por um tempo?
Todos se achegariam mais perto para  usufruir da sua companhia.
E aproveitariámos ao máximo a delicadeza que emanava do seu ser.

Não pertencia a sua família e nem ao seu grupo de amigos escolar e de balet.
Sinto até certa inveja deles que a viam todos os dias.
Porque raramente quando a via, minha alma se alegrava..
Nem sabia por que.....

E agora que sei, não vou ficar triste por você ter voltado ao seu mundo.
Eu só quero que esteja feliz e em paz...

Por que sempre queremos acreditar que tudo não termina aqui?
Um consolo, ou uma crença que nos impomos para conseguir sobreviver?
Aos que de repente, partem antes de nós....
E nós deixam orfãos de suas presenças..

Vá em paz fada bailarina...
Acho que agora deve se sentir mais leve..
Aproveite e flua ....
Nos recantos mais lindos que possa existir.
E ali, pense em nós, porque também estaremos pensando em você!!!!!

Vinganças...

Você me destruiu, pisoteou o que já estava machucado
Por isso, eu estou aqui para lhe oferecer  flores e alegria...


Você me fez sentir pior do que já estava, sem alegria, desencantada de viver...
Por isso, desejo que esteja sempre bem, que nunca te falte luz e sorte na sua existência.


Sua atitudes colocaram-me triste e amargurada..embora saiba isto passe,
Porque te desejo a liberdade que todos almejamos, de sermos quem queremos
E que você voe livre altivo neste mundo que é todo seu.

E que em momento algum, meus pensamentos lhe desejem qualquer mal.
Que eu seja como criança, que não guarda raiva, e tem a alma generosa.
Espero que seja feliz, como um dia vou estar, com certeza.


E quando um dia lembrar de mim, por favor, não me deseje nenhum mal.
Porque o universo nos devolve tudo que desejamos aos outros.
E embora tenha me feito infeliz.....
Desejo a você só felicidade em seus caminhos...









sábado, 3 de novembro de 2012

Eternidade

Como flores que brotam, crescem e se mostram em todo seu esplendor
Pensei então na minha vida.
Somos bombardeados quando crianças por informações,
Vindas de todos os lados, mal temos tempo de filtrá-las, também nem saberiamos fazer isso.
E quando resolvemos ser nós mesmos, dificilmente somos compreendidos.
 
 
E resolvi que agora sou uma flor, uma fruta madura em seu melhor momento.
Chega de lamentações, nada vai alterar o que se já passou.
Estou disposta a resistir, porque há uma emergência. e não quero perder tempo.
 
Amores não deram certo...não faz mal.....
Pessoas queridas partiram de nossa vida..
Não tem importância..apenas foram antes.
 
Somente tentar fazer o melhor que puder,
Deixar uma marca bonita...
Algo para ser lembrado
Porque isso é eternidade!
 
 
Isso é vida  que valeu a pena.

quarta-feira, 10 de outubro de 2012

Toda vez que você diz que não acredita em fadas, uma fada morre.( Peter Pan - JMM Barrie)








Fadas, natureza e canções
Magia, intuição
A prova de que existe algo mais além.
 
 
Quero fazer parte deste universo
Porque estou desencantada
Porque quero começar novamente
Uma vida plena...
 
Sem esta dor que não sei explicar
Este nó....esta angústia
Rancor..
 
(Está todo mundo muito triste)
Como dizia uma velha canção
Por que eu estaria diferente?
A beleza está sendo exterminada
E estamos parados, apenas olhando..
 

sábado, 29 de setembro de 2012

Sorte

Acredito em sorte, por sorte estou aqui agora escrevendo
A sorte é o que te mantém....
A sorte de estar vivo, conhecer pessoas e coisas novas a todo instante..
Muitas pessoas, vivem, 20, 40, 80 , algumas mais de 100 anos...
Uma fatalidade, um descuido, ou um estar no lugar errado na hora errada....
E lá se foi um monte de sonhos,  muitas histórias vividas em vão...
Quantos desejos, quantos sacrificios para nada...


Acredito em sorte....não em destino que somente é parte das nossas escolhas,
A sorte é que vai definir se fizemos as escolhas certas...
Ou não....


Sorte ( algumas pessoas podem pensar em crenças).
Mas. então porque coisas tão ruins acontece, a pessoas boas
E coisas boas acontecem a quem não é bom...
A sorte não escolhe, não tem preferências...
Ela existe e pronto.....

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

Tristeza

Não sei o que quero e nem o que sinto...
Quero  tudo e nada.
Quero uma decisão das minhas indecisões...
Quero verdades, quero bondades
Quero não sentir o que sinto agora...
Voar.....se pudesse.
Bem longe....

Quero aconchego, colo.
Quero me encontrar, quero fugir..
E nestas contradições...
Nem sei mais quem sou..
Me perdi....

Quero chorar, quando deveria querer sorrir..
Quero voltar, quando deveria prosseguir.
Não tenho motivos para estar assim..
Mas a dor me consome..
Será solidão?

A dor é imensa e toma conta de mim..
E não é dor física...
Quero fingir que está tudo bem..
Mas não consigo..
Estou triste.


sábado, 11 de agosto de 2012

Quero o poder de ver as coisas tal qual são
Quero poder viver sem culpas
Quero andar sem medo
Quero ser feliz...

E como saber o que é ser feliz
Sei que são momentos
Mas geralmente damos pouca importância quando os estamos vivendo...

Quero fluir, quero voar
Além de planícies e paisagens inesquecíveis


Quero amar e ser amada
Um mundo justo onde o amor seja lei.


E entre tantos quereres,
Quero que tudo continue igual
E que seja este o momento
Que uma vez eu quis viver
Em que eu quis estar....

segunda-feira, 23 de julho de 2012

1 Ano sem Amy

Apareceu devagar e de repente explodiu.
Que voz, que ritmo,que personalidade
Voz melodiosa, manhosa
Forte, tocava fundo.

Há tempos não prestava atenção em um artista
Não foi por causa da mídia, foi por ela mesmo.
Seu estilo, seu talento...

Como se soubesse, seria rápido sua passagem
E nem sequer imaginou
Que indo assim tão rápido
Deixaria milhares de fãs orfãos
Da sua presença, sua voz, sua música
Sua autencidade...

Uma estrela, que deixou de brilhar aqui
E ser mais uma lá no firmamento
Mais aqui deixou, sua marca...para sempre!

Amy Winehouse - Back To Black



A dor não pede compreensão, pede respeito. Não abandonar a cadeira, ficar sentado na posição em que ela é mais aguda. 

Vejo homens que não têm coragem de terminar o relacionamento. Que não esclarecem que acabou. Que deixam que os outros entendam o que desejam entender. Que preferem fugir do barraco e do abraço esmurrado. Saem de mansinho, explicando que é melhor assim: não falar nada, não explicar, acontece com todo mundo. 

Encostam a porta de sua casa (não trancam) e partem para outra vida. 

Não é melhor assim. Não tem como abafar os ruídos do choro. O corpo não é um travesseiro. Seca com os soluços. 

Não é melhor assim. Haverá gritos, disputa, danos. É como beber um remédio, sem empurrar a colher para longe ou moldar cara feia. É engolir o gosto ruim da boca, agüentar o desgosto da falta do beijo. 

Será idiota recitar Vinicius de Moraes: "que seja infinito enquanto dure". A despedida não é lugar para poesia. 

Haverá uma estranha compaixão pelo passado, a língua recolhendo as lágrimas, o rosto pelo avesso. Haverá sua mulher batendo em seu peito, perguntando: "Por que fez isso comigo?" 

Haverá a indignação como última esperança. 

Haverá a hesitação entre consolar e brigar, entre devolver o corte e amparar. 

Vejo homens que somente encontram força para seduzir uma mulher, não para se distanciar dela. 

Para iniciar uma história, não têm medo, não têm receio de falar. 

Para encerrar, são evasivos, oblíquos, falsos. Mandam mensageiros. 

Não recolhem seus pertences na hora. Voltarão um novo dia para buscar suas coisas. 

Não toleram resolver o desespero e datar as lembranças. Guardam a risada histérica para o domingo longe dali. 

Mas estar ali é o que o homem precisa. Não virar as costas. Fechar uma história é manter a dignidade de um rosto levantado, ouvindo o que não se quer escutar. Espantado com o que se tornou para aquela mulher que amava. Porque aquilo que ela diz também é verdade. Mesmo que seja desonesto. 

Desgraçadamente, há mais desertores do que homens no mundo.(....)



Fabrício  Carpinejar

Simplesmente Ser...

Ela se esconde por trás de qualquer coisa,
Porque não quer se expor, só viver
Do seu jeito, só quer ser feliz.

Embora os outros não concordem, ela não se importa
Ninguém precisa estar rodeado de gente
Para Ser, simplesmente Ser.

Já resolvida, conhece quem lhe faz bem
Foge do que não conhece, ou não reconhece
Mas não porque já fechou-se em si mesma
Mas porque acha que tudo tem apenas,
Que acontecer.....

Entre nebulosas e céu claro,
Procura apenas se achar
No universo infinito
Seu Ser escondido
No pálido ponto azul.



segunda-feira, 9 de julho de 2012


QUEM SOU
(Carvalho Branco)

Sou, por dentro, 
a paz e o tufão...
sinto, que quando entro
em mim, sou amor e sou paixão...

Sou tufão no momento
de desespero, de desafio...
sou então
corrente caudalosa de um rio,
a seguir com o vento,
na busca da imensidão
do oceano,
sem ter, na verdade, um plano,
em busca da solução...
O mar me acalma,
sou água, sou alma...
Emoção!...

Sou paz,
arauto da união...
do amor, sou guardião
e mais:
sou a brisa que refresca,
sou o que se colhe ou pesca
para a alimentação...
Sou o pão!
Sou água para a sede
e o meu sangue, em rede,
oxigena a mente
da população...
Sou o que o outro sente,
sou razão!...

Se sou bela ou feia,
que me diga aquele
que me leia
a alma, a mente, o coração...
Busco seguir minha missão.
Que minha palavra
seja sempre a d’Ele,
instrumento que lavra
o terreno de cada aldeão...
Que sejam sempre meus versos
portas abertas aos universos,
planos todos da Criação...
Integração!

Sou a paixão que não passa,
sou o ideal e a brava raça,
sou o amor em toda dimensão!
Sou só faísca da Chama, sou fração...
Sou aquela que ao Ser abraça,
à Natureza enlaça,
elo de corrente em vibração!...
Ela ousou sonhar
Ela ousou tentar realizar seus sonhos
Ela ousou..

Uma vida tentando se esconder
Uma vida fechada em si mesma
Uma vida tentando ser apenas  
Mais uma garota gentil.


E por dentro uma montanha de sentimentos
E vontades e desejos reprimidos
E medos,muitos medos.


Um dia resolveu que não valia a pena
Pouco importava..
Não somos imortais....

terça-feira, 19 de junho de 2012

Limites

Quando percebo, estou lá
Meu limite é baixo...
Mas amedronta, me anseia

Tenho sensações que não gosto
Pertubações, receios, tristezas

Há quem adore desafiá-lo
E admiro quem o faz
O ser humano está aqui para isto
Porque é assim que o mundo avança.


Mas não tem jeito, sou tolerante com meus medos.
Não os desafio, jamais
Eles caem sozinhos, quando desistem de lutar...
Com a minha teimosia...
Com as minhas incertezas...

sábado, 26 de maio de 2012

Ilusão

Já acreditei em tantas coisas, tantas pessoas..
Até me esquecia que  tudo se transformava
As vezes,  sem esperar, me assustava..


Também mudamos e tudo a nossa volta
Vimos apenas o que necessitávamos naquele momento
E passamos nos iludindo e vendo o tempo todo,
Que a ilusão faz parte do processo de viver.

É com ela que aprendemos
As coisas e pessoas não são imutáveis como também não somos
Também as vezes surpreendemos
E assustamos.....

Interessante como aceitamos o destino 
Nem questionamos,  vivemos
O que nos foi dado, o que ganhamos....


O que há lá atrás onde nossa vida não alcança?
O que há por trás das neblinas e das colinas
E dos mistérios da vida....


Sentimos os perfumes das flores
Mas não sabemos como foi concebido...
E amamos as flores e imaginamos,
E se não existissem?


Nossos sentidos são capazes de mil sensações
Às vezes não o controlamos
E nos frustramos....

Qual será então nossa finalidade e nosso poder?




Procuro na contemplação o entendimento
Procuro no silêncio as respostas
Em extremos chego perto
Não temo mais o abismo da verdade

Viver ultrapassa tudo isso
Viver sem entender o porquê
Viver por viver....

Mas nos preservamos
Sabemos que existe um caminho
Que nos levará até o final.....

sexta-feira, 11 de maio de 2012

Minha Mãe

Hoje a vejo nas flores
Nos bosques, nas nuvens, no riacho
Nas sombras das árvores
Num gramado ao sol

Vejo-a na luz
Na escuridão que às vezes aparece
No meu riso, no meu choro.....

Vejo-a em mim
Vejo-a  na sua descendência
Vejo-a nos corações das pessoas boas

Será anjo?
Será fada?
Será flor?
Será perfume?

Não importa
Está num lugar
Que nunca ninguém vai tirar
Vai ficar para sempre
No coração de quem sempre a amou....

Descaminhos

Prefiro a contramão
Desço a subida
Subo a descida


Quero caminhos retos
Porém autênticos
Corretos


Não sei o que vou encontrar
Mas não tem importância
Cansei

Não vi  a luz que procurava
O amor que precisava
A paz que aspirava


O caminho pode ser longo
Ou curto demais
Não importa

Pelo menos é um caminho.......



quarta-feira, 9 de maio de 2012

Mundo estranho - Vida mistério

Não quero as verdades preconcebidas
Quero entender, desvendar
Os mistérios da Vida
Os mistérios do Mundo.


Muitas pessoas se contentam apenas com o viver
Mesmo sem nada entender...
Quero mais, quero respostas, quero saber
Por que um mundo tão contraditório
Por que tantas diferenças?
Por que estamos aqui.....


Injustiças, maldades, crueldades
Justiça, bondade, amor
Tantos sentimentos.....

E tudo dentro da gente...
Perdidos nestes mares misteriosos
Nesta terra que nos acolhe, 
A quem não agradecemos, maltratamos....

E nesta busca, prosseguimos
Envoltos em mistérios
Do mundo, da Vida.

domingo, 29 de abril de 2012

Verdade

A porta da verdade estava aberta,mas só deixavam passar meia pessoa de cada vez. Assim não era possível atingir toda a verdade, porque a meia pessoa que entrava só trazia o perfil de meia verdade. E sua segunda metade voltava igualmente com meio perfil. E os meios perfis não coincidiam. Arrebentaram a porta. Derrubaram a porta. Chegaram ao lugar luminoso onde a verdade esplendia seus fogos. Era dividida em metades diferentes, uma da outra. Chegou-se a discutir qual a metade mais bela. E carecia optar. Cada um optou conforme se capricho, sua ilusão, sua utopia.

                                                  (Carlos Drumond de Andrade)

segunda-feira, 23 de abril de 2012

"De certo modo, porém, pequeno e secreto, cada um de nós é um pouco louco (...).
No fundo, todos se sentem sós  e querem ser compreendidos, mas nunca podemos entender inteiramente  outra pessoa e cada um de nós permanece estranho até para os que nos amam (....).
Os fracos é que são cruéis. Só se pode esperar a bravura dos fortes (...). Os que não conhecem o medo não são realmente valentes, pois a coragem é a capacidade de enfrentar o que se pode imaginar (...).
Compreendemos as pessoas melhor se olharmos para elas - por mais velhas ou imponentes que pareçam - como  se fossem crianças, pois a maior parte de nós nunca amadurece, apenas fica mais alta (...).
A felicidade só chega quando impelimos os nossos cérebros e corações aos extremos de que somos capazes (...). O objetivo da vida é importar - contar, representar alguma coisa, fazer com que nossa vida conte alguma coisa." 
                    (Leo Rosten)

sábado, 14 de abril de 2012

Mistério de viver....

Todo amanhecer é feliz. 
Diria, risonho
porque renasce,
Reaparece.

Nós também renascemos
Reaparecemos
De um mundo de sonhos
Que muitas vezes, só queremos esquecer.

E uma página em branco nos mostra,
Temos que escreve-la
De uma forma que faça sentido
E para isso temos que viver o  dia
Renascido.

E assim viveremos, até que um dia....
Talvez não amanheça..
Escureça.
A página ficará em branco
Talvez eternamente.....

Ou  talvez não,
Apenas mudaremos de lugar.
Sem amanhecer, sem anoitecer
Apenas o ser......

Atitude

Tenho saudades de um tempo
Em que tinha esperanças
E acreditava em milagres
Em sorte, profecias.

Depois veio o desespero
Quando percebi, que para algumas pessoas
As coisas eram mais fáceis
Do que eram para mim.

Pensei em muitas coisas
Que talvez não tivesse
Escrúpulos?
Coragem?
Fé?

Não, era só uma questão de se atirar...
Tomar as decisões certas,
E se não desse certo, não ter vergonha de voltar...


Mas seguir, mesmo com ventos contrários,
E não se deixar vencer..
Pois ganha quem sabe lidar,
Com os reveses que a vida nos impõe.
E contém....

A Flor

Uma flor no caminho já muda toda uma paisagem.....
Se a tirarmos dali, fica tudo diferente..

Então olhemos, e imaginemos,
Será que apenas o sol que ela esconde
Com sua beleza e exuberância,
Deixaria a paisagem tão atraente?

Pequenos detalhes que mal percebemos,
Também fazem diferenças em nossa vida,
Temos que ficar atentos,
Para as belezas que aparecem,
E insistimos em não olhar e seguir enfrente,
Descontentes.....

Chuvas

Chuva cai
Calor não passa
Solo quente
Calor aumenta


Gotas não regam
Flores secam
Ressequidas
Esquecidas


Chuva rápida, mas suave
Como lágrimas que caem de repente
Como um susto que nos leva a chorar
Repentinamente



Lembrei-me de saudades e procuras
Algo que não volta, revoltas
E a  chuva vem para me lembrar
Que num instante tudo passa
Mas pode voltar a acontecer
E surpreender....

domingo, 25 de março de 2012

Meditação

Quando era mais jovem, qualquer transtorno ou estress,
Discussões ou situações desconfortáveis,faziam-me correr para a meditação.

Era autodidata, só sabia que tinha que me por na posição de lótus,
Fechar os olhos e olhar para dentro.

No fim achava que dava certo, sempre dava,
Naquele tempo procurava respirar pausadamente 
olhar para o meu eu...e... 
Já se dissipavam todas as minhas angústias e dúvidas.

Pronto, renovei-me, só com um sentar e meditar
Que era só fechar os olhos para o mundo externo, 
Mergulhar no me eu
E ver a Paz, que sempre se esconde
E ver a Luz, que às vezes quer se apagar

Compreendi que era muito fácil.
Que só dependia de mim,
a Paz, era um estado de espírito!
E nunca iria tê-la sem a Luz!

Voltar....

E quem não queria voltar no tempo....
Ter alguém para cuidar de você, não ter responsabilidades maiores,
E só obedecer
E andar e explorar um mundo diferente.

Voltar, para tentar começar de novo, agora de um jeito certo,
sem erros, sem  ilusões, mas admirando o que de belo existe.....


Quando somos crianças, queremos crescer rápido,
Para fazer as coisas como tem que ser feitas...

Deixar um mundo melhor...
mas depois vemos que não é bem assim
E aí já é tarde, crescemos.
E o que sonhamos, constatamos..
"Não depende só de nós""

sexta-feira, 2 de março de 2012

Permita-me

Que eu me permita olhar e escutar e sonhar mais.
Falar menos.
Chorar menos.
Ver nos olhos de quem me vê a admiração que eles me têm
e não a inveja que prepotentemente penso que têm.
Escutar com meus ouvidos atentos
e minha boca estática,
as palavras que se fazem gestos
e os gestos que se fazem palavras.
Permitir sempre escutar aquilo que eu não tenho me permitido escutar.
Saber realizar os sonhos que nascem em mim e por mim
e comigo morrem por eu não os saber sonhos.
Então, que eu possa viver 
os sonhos possíveis
e os impossíveis;
aqueles que morrem 
e ressuscitam
a cada novo fruto,
a cada nova flor,
a cada novo calor,
a cada nova geada,
a cada novo dia.
Que eu possa sonhar o ar, sonhar o mar,
sonhar o amar, sonhar o amalgamar.
Que eu me permita o silêncio das formas,
dos movimentos,
do impossível,
da imensidão de toda profundeza.
Que eu possa substituir minhas palavras
pelo toque,
pelo sentir,
pelo compreender,
pelo segredo das coisas mais raras,
pela oração mental (aquela que a alma cria e
que só ela, alma, ouve e só ela, alma, responde).
Que eu saiba dimensionar o calor, experimentar a forma,
vislumbrar as curvas, desenhar as retas, e aprender o sabor da exuberância que se mostra nas pequenas manifestações da vida.
Que eu saiba reproduzir na alma a imagem que entra pelos meus olhos, fazendo-me parte suprema da natureza, criando-me
e recriando-me a cada instante.
Que eu possa chorar menos de tristeza e mais de contentamentos.
Que meu choro não seja em vão,
que em vão não sejam
minhas dúvidas.
Que eu saiba perder meus caminhos, mas saiba recuperar meus destinos com dignidade.
Que eu não tenha medo de nada, principalmente de mim mesmo:
— Que eu não tenha medo de meus medos!
Que eu adormeça toda vez que for derramar lágrimas inúteis,
e desperte com o coração cheio de esperanças.
Que eu faça de mim um homem sereno
dentro de minha própria turbulência,
Sábio
dentro
de meus
limites
pequenos
e inexatos,
humilde diante de minhas grandezas tolas e ingênuas
(que eu me mostre o quanto são pequenas minhas grandezas
e o quanto é valiosa minha pequenez).
Que eu me permita ser mãe, ser pai, e, se for preciso,
ser órfão. 
Permita-me eu ensinar o pouco que sei
e aprender o muito que não sei,
traduzir o que os mestres ensinaram e compreender a alegria 
com que os simples traduzem suas experiências;
respeitar incondicionalmente o ser;
o ser por si só,
por mais nada que possa ter além de sua essência,
auxiliar a solidão de quem chegou,
render-me ao motivo de quem partiu
e aceitar a saudade de quem ficou.
Que eu possa amar e ser amado.
Que eu possa amar mesmo sem ser amado,
fazer gentilezas quando recebo carinhos;
fazer carinhos mesmo quando não recebo gentilezas.
Que eu jamais fique só, mesmo quando eu me queira só.
Amém.

Oswaldo Antonio Begiato

Hábitos


Acho a maior graça. Tomate previne isso,cebola previne aquilo, chocolate faz bem, chocolate faz mal, um cálice diário de vinho não tem problema, qualquer gole de álcool é nocivo, tome água em abundância, mas não exagere... 

Diante desta profusão de descobertas, acho mais seguro não mudar de hábitos. 

Sei direitinho o que faz bem e o que faz mal pra minha saúde. 

Prazer faz muito bem. 
Dormir me deixa 0 km. 
Ler um bom livro faz-me sentir novo em folha. 
Viajar me deixa tenso antes de embarcar, mas depois rejuvenesço uns cinco anos.
Viagens aéreas não me incham as pernas; incham-me o cérebro, volto cheio de idéias. 
Brigar me provoca arritmia cardíaca. 
Ver pessoas tendo acessos de estupidez me 
embrulha o estômago. 
Testemunhar gente jogando lata de cerveja pela janela do carro me faz perder toda a fé no ser humano. 
E telejornais... os médicos deveriam proibir - como doem! 
Caminhar faz bem, dançar faz bem, ficar em silêncio quando uma discussão está pegando fogo, 
faz muito bem! Você exercita o autocontrole e ainda acorda no outro dia sem se sentir arrependido de nada. 
Acordar de manhã arrependido do que disse ou do que fez ontem à noite é prejudicial à saúde! 
E passar o resto do dia sem coragem para pedir 
desculpas, pior ainda! 
Não pedir perdão pelas nossas mancadas dá câncer, não há tomate ou mussarela que previna. 
Ir ao cinema, conseguir um lugar central nas fileiras do fundo, não ter ninguém atrapalhando sua visão, nenhum celular tocando e o filme ser espetacular, uau! 
Cinema é melhor pra saúde do que pipoca! 
Conversa é melhor do que piada. 
Exercício é melhor do que cirurgia. 
Humor é melhor do que rancor. 
Amigos são melhores do que gente influente. 
Economia é melhor do que dívida. 
Pergunta é melhor do que dúvida. 
Sonhar é melhor do que nada!

Martha Medeiros

Saudade


Sinto saudades de tudo que marcou a minha vida.
Quando vejo retratos, quando sinto cheiros,
quando escuto uma voz, quando me lembro do passado,
eu sinto saudades...

Sinto saudades de amigos que nunca mais vi,
de pessoas com quem não mais falei ou cruzei...

Sinto saudades da minha infância,
do meu primeiro amor, do meu segundo, do terceiro,
do penúltimo e daqueles que ainda vou ter, se Deus quiser...

Sinto saudades do presente,
que não aproveitei de todo,
lembrando do passado
e apostando no futuro...

Sinto saudades do futuro,
que se idealizado,
provavelmente não será do jeito que eu penso que vai ser...

Sinto saudades de quem me deixou e de quem eu deixei!
De quem disse que viria
e nem apareceu;
de quem apareceu correndo,
sem me conhecer direito,
de quem nunca vou ter a oportunidade de conhecer.

Sinto saudades dos que se foram e de quem não me despedi direito!

Daqueles que não tiveram
como me dizer adeus;
de gente que passou na calçada contrária da minha vida
e que só enxerguei de vislumbre!

Sinto saudades de coisas que tive
e de outras que não tive
mas quis muito ter!

Sinto saudades de coisas
que nem sei se existiram.

Sinto saudades de coisas sérias,
de coisas hilariantes,
de casos, de experiências...

Sinto saudades do cachorrinho que eu tive um dia
e que me amava fielmente, como só os cães são capazes de fazer!

Sinto saudades dos livros que li e que me fizeram viajar!

Sinto saudades dos discos que ouvi e que me fizeram sonhar,

Sinto saudades das coisas que vivi
e das que deixei passar,
sem curtir na totalidade.

Quantas vezes tenho vontade de encontrar não sei o que...
não sei onde...
para resgatar alguma coisa que nem sei o que é e nem onde perdi...

Vejo o mundo girando e penso que poderia estar sentindo saudades
Em japonês, em russo,
em italiano, em inglês...
mas que minha saudade,
por eu ter nascido no Brasil,
só fala português, embora, lá no fundo, possa ser poliglota.

Aliás, dizem que costuma-se usar sempre a língua pátria,
espontaneamente quando
estamos desesperados...
para contar dinheiro... fazer amor...
declarar sentimentos fortes...
seja lá em que lugar do mundo estejamos.

Eu acredito que um simples
"I miss you"
ou seja lá
como possamos traduzir saudade em outra língua,
nunca terá a mesma força e significado da nossa palavrinha.

Talvez não exprima corretamente
a imensa falta
que sentimos de coisas
ou pessoas queridas.

E é por isso que eu tenho mais saudades...
Porque encontrei uma palavra
para usar todas as vezes
em que sinto este aperto no peito,
meio nostálgico, meio gostoso,
mas que funciona melhor
do que um sinal vital
quando se quer falar de vida
e de sentimentos.

Ela é a prova inequívoca
de que somos sensíveis!
De que amamos muito
o que tivemos
e lamentamos as coisas boas
que perdemos ao longo da nossa existência...

Clarice Lispector