domingo, 2 de junho de 2013

Palavras...

Palavras me escapam como numa mensagem a deriva
Preciso encontrar o fio dos meus pensamentos
Colocá-los numa ordem para que me entendam
Envio mensagens ocultas que ficam soltas
Ninguém leu, ninguém entendeu.

Faço um abstrato com letras
Só eu entendo minha mensagem
Só eu entendo meu grito.

Vou procurar ser mais clara
Embora seja impossível
Porque as palavras estão trancadas
Dentro de um livro que nunca foi escrito
E nunca será visto 
Porque só existe dentro de mim.

Nenhum comentário: