quinta-feira, 21 de novembro de 2013

Criança olhando o incerto. Decisões sérias, mudanças vindos, incertezas. Somente sonhos e desejos que são tão imprevisíveis.


Futuro sem definição de cores alegres ou tristes. Todo dia me sinto assim.

Nenhum comentário:

APENAS A NOITE

Mundo estranho este, virou tudo de cabeça para baixo. Não conhecemos mais quase ninguém. Máscaras caíram e só restou as cascas, podres...