quarta-feira, 28 de maio de 2014

Para o que se foi

Foi um menino...destes que nunca deixaram de se-lo apesar da idade
Tinha uma alegria e uma ansiedade de viver, de ter
E isto pode te-lo levado mais cedo.

Não teve a oportunidade de descobrir a vantagem de viver simples
De pisar na grama, beber água do rio, ser feliz.
A lua no céu, as estrelas
A noite.
Mas....que noite triste foi aquela!


Quero uma homenagem ao menino.
Está difícil, amava-o muito.
Vi nascer, crescer, gostar de ler gibis
Estudar, passear, construir família.

Era terno, doce,
Preocupado em servir
Em ajudar, mas....

Ninguém estava lá para ajuda-lo
Ninguém segurou sua mão
Nem lhe deu um gibi para ler, enquanto sofria...

Ninguém  ao seu lado
E mostrar que era importante
Mesmo que fosse metade  que era.
Que era amado, querido
Só por existir.

E uma saudade imensa vibrou na vida de quem te conheceu.

Mais que estrela que brilha...um cometa que passou por nós,

Que deixou sua marca em nosso coração, para sempre!



Nenhum comentário: