sexta-feira, 22 de abril de 2011

Mãos

As minhas mãos

percorrem o meu pensamento

afago...lamento...

da minha alma em sofrimento

(desconheço a autoria)

Nenhum comentário:

APENAS A NOITE

Mundo estranho este, virou tudo de cabeça para baixo. Não conhecemos mais quase ninguém. Máscaras caíram e só restou as cascas, podres...