terça-feira, 21 de setembro de 2010

APENAS A NOITE

Mundo estranho este, virou tudo de cabeça para baixo. Não conhecemos mais quase ninguém. Máscaras caíram e só restou as cascas, podres...