sábado, 4 de dezembro de 2010

URGÊNCIAS

Sempre que vem chegando o final do ano, sinto uma frustração , como se pudesse ter feito mais e diferente. Será que todo mundo pensa assim? Um ano, traz tanta coisa, quando lembramos vemos que houve algumas alegrias, algumas tristezas por perda, por decepções, uma palavra que ficou para se dizer, uma outra que gostáriamos de ter ouvido, um cansaço ou uma sensação de que fizemos coisas demais, ou então que poderíamos ter feito  mais ainda;uma estrada percorrida e ainda um monte a percorrer, um monte de sonhos para sonhar, e outros tantos para se descartar, e ainda tem isso, sempre adiamos sonhos, outros descartamos, talvez porque na ânsia de vê-los logo realizados, até nos cansamos deles ou os adaptamos para um mais fácil. E assim chega um final de ano, e dá uma tristeza, uma sensação de impotência, simplesmente porque as coisas aconteceram,
e não tivemos quase nenhuma participação direta, mesmo quando as coisas nos afetavam diretamente.
É, este e mais um final de um ano, diferente de todos os outros , mas sempre com o mesmo final.
Porque  olho para trás e vejo que apenas terei de mudar o calendário, porque a vida e o mundo é apenas uma roda, sem data para terminar ou recomeçar.

Um comentário:

Adriana disse...

bem... logo começará um novo ano, pode ser que nesse as coisas melhorem né!! tenhamos fé! bjs